Auto Soluções

ALBERTO COSTA ANUNCIA REQUALIFICAÇÃO
DA RUA DAS RÃS EM DIA DE BALANÇO
DO PRIMEIRO ANO DE MANDATO

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso anunciou hoje que a autarquia vai avançar com a requalificação da Rua das Rãs, um investimento de 670 mil euros há muito reivindicado pela população. Alberto Costa falava na conferência de imprensa que serviu, também, para apresentar o balanço do primeiro ano do mandato e na qual revelou que já estão concretizadas 35 por cento das medidas prometidas no compromisso eleitoral apresentado há um ano, encontrando-se metade em execução.

A obra de requalificação da Rua das Rãs vai arrancar em 2023 e abrange cerca de 16 quilómetros quadrados com o objetivo de aumentar a segurança no cruzamento com a Rua da Cristininha, aumentar o conforto da via para condutores e peões e prolongar a atual via ciclável que passa junto à rotunda Timor Lorosae.

Alberto Costa revelou que está prevista uma nova rotunda na interceção da Rua das Rãs com a Rua da Cristininha e a Avenida Padre Luís Gonzaga. “Inclui a criação de uma via ciclável na faixa de rodagem, bem como a redefinição do perfil transversal das vias de trânsito motorizado, zonas de estacionamento e passeios”, disse. 

“Será também reforçada a acessibilidade de pessoas com mobilidade reduzida, através da implantação de novas zonas de passadeiras, que preveem a aplicação de pavimento tátil e sinalização inclusiva”, disse ainda o líder do executivo municipal, destacando o “reforço da arborização dos arruamentos e zonas verdes de proteção das áreas dedicadas à circulação pedonal”.

Veja o vídeo https://www.facebook.com/jornaldoave/videos/828708481656156/

Alberto Costa anunciou também implementação de um Plano de Mobilidade Sustentável de segunda geração para Vila das Aves, que engloba a requalificação da Rua D. Afonso Henriques, já em curso, numa obra da Junta de Freguesia, com financiamento do Município.

Estão também em desenvolvimento os projetos para a requalificação da Rua João Bento Padilha e da Avenida 4 de Abril de 1955, igualmente em Vila das Aves, onde, entre outros investimentos, está também decorrer uma intervenção orçada em 170 mil euros no Centro Cultural Municipal.

Estes são apenas alguns dos investimentos realizados no âmbito da transição climática e da requalificação do espaço público, estando já em obra a requalificação da Avenida 25 de Abril em Rebordões (num investimento de 140 mil euros), e a pavimentação do Parque de Estacionamento da Rua Nova da Telheira (investimento de 170 mil euros).

Para o próximo ano, Alberto Costa anunciou, ainda, investimentos no valor de 1,3 milhão de euros destinados à pavimentação de ruas em terra, o mesmo montante investido neste primeiro ano de mandato.

O autarca revelou que metade das propostas para os quatro anos de mandato já foi concretizada ou está em execução. Divididos nos cinco eixos prioritários apresentados no Compromisso Eleitoral que levou às autárquicas de setembro do ano passado, distribuem-se pela Coesão Social, Transição Climática, Transição Digital, Investimento e Emprego e a Requalificação do Espaço Público.

“A vitória nas eleições autárquicas de há um ano não foi a concretização de um objetivo – foi o início da concretização de um objetivo, de um projeto para o concelho de Santo Tirso”, disse Alberto Costa aos jornalistas.

“Ao fim de um ano de mandato, com 35% do nosso compromisso eleitoral concretizado e 50% em curso, podemos dizer que estamos a cumprir com aquilo a que nos comprometemos, afirmou. “Ainda agora começamos, mas já estamos a cumprir”, acrescentou também o autarca, eleito em 2021 com 60,36% dos votos.

Apoios às famílias

No capítulo da Coesão Social, Alberto Costa destacou a criação da Tarifa Social do Serviço de Abastecimento de Água, no âmbito do acordo de alteração ao Contrato de Concessão do Serviço Público, “que permitiu uma poupança de quase 110 euros por ano para os consumidores em situação de carência económica”, revelou.

Ainda sobre a água, o líder do executivo tirsense lembrou também o alargamento dos escalões no Tarifário para Famílias Numerosas. No apoio às famílias, destacou igualmente o reforço do Subsídio Municipal ao Arrendamento, “um investimento do Município que subiu, no corrente ano, para 450 mil euros anuais”, disse.

Também alargado foi o Cheque Escolar, que chega agora até aos alunos do 12.º ano, com o investimento municipal nesta medida a triplicar: “subiu de 50 mil euros para 150 mil euros por ano – consequentemente, este apoio foi alargado de 1 500 para cerca de seis mil alunos”, explicou Alberto Costa.

“Trata-se de um cheque no valor de 25 euros que se destina à aquisição de material escolar numa série de papelarias e livrarias do concelho”, lembrou o autarca, frisando que para além de um apoio às famílias “é também uma medida que apoia o comércio local através do acordo entre o Município e estas papelarias e livrarias”.

Também a pensar nos alunos do concelho, foi ainda alargado o projeto Ciclismo vai à Escola, que passa a chegar ao ensino secundário.

Rede pública de saneamento

Para além da extensão do Plano de Mobilidade Sustentável a Vila das Aves, o eixo da Transição Climática está a ser concretizado através da ampliação da rede pública de saneamento, com 1,6 milhões de euros de investimento em Sequeirô e Burgães, numa obra em parceria com a Águas do Norte, que termina em fevereiro de 2023.

“Vai permitir elevar para 82 por cento a cobertura total da rede de saneamento do concelho”, disse Alberto Costa, destacando que do valor total do investimento, um milhão é financiado pelo Município e 600 mil euros são financiados pelo POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos).

“Ainda este ano, vai arrancar uma nova empreitada de ampliação da rede de saneamento em Monte Córdova, num investimento de 1,8 milhões de euros”, anunciou Alberto Costa. “A empreitada acaba de ser adjudicada e o respetivo contrato será assinado nas próximas semanas”, acrescentou.

Espaços do Cidadão chegam a mais duas freguesias 

Em destaque esteve também a Transição Digital, com Alberto Costa a sublinhar a aposta na robotização dos procedimentos administrativos e atendimento ao público, mas também a descentralização dos serviços da Câmara Municipal com a criação de Espaços do Cidadão descentralizados. 

“O objetivo é aproximar os serviços do Município dos cidadãos, que deixam de ter de se deslocar à sede do concelho para resolverem muitos dos seus problemas”, defendeu o presidente da Câmara, acrescentando que “foram criados Espaços do Cidadão em Água Longa, Além-Rio, Vila das Aves, Carreira e Refojos, Monte Córdova, São Tomé, Vila Nova do Campo, Vilarinho e Santo Tirso”. 

“Rebordões e Roriz já têm projeto de obra concluído e a criação está para breve”, revelou. 

A dias de apresentar a segunda fase do Plano de Competências Digitais, Alberto Costa sublinhou também o reforço do número de equipamentos informáticos nas escolas do 1.º Ciclo e dos pontos de acesso a internet sem fios nas escolas do 1.º ciclo com manuais digitais.  

Apoio às empresas cria centenas de postos de trabalho 

Outro dos eixos sublinhados na conferência de imprensa foi o do Investimento e Emprego, com Alberto Costa a destacar a captação de novos investimentos, como a Airbus, inaugurada pelo primeiro-ministro, a instalação de uma plataforma logística da ALDI ou a expansão da fábrica da WEG, onde já estão ou serão criados centenas de postos de trabalho. 

“Este dinamismo económico é o resultado da política fiscal do Município de Santo Tirso, que já permitiu à Câmara Municipal apoiar a criação de empresas e atribuir, ao abrigo do estatuto de Projeto de Interesse Municipal, 7,6 milhões de euros em benefícios, por via da redução de impostos e da redução ou isenção de taxas e licenças municipais”. 

Mas o trabalho da Câmara para a fixação de negócios e talento vai além do apoio direto às empresas, sendo concretizando também pela melhoria de infraestruturas, como a reformulação da ligação à Zona Empresarial de Fontiscos e ao Nó da Ermida, “num investimento de 3,2 milhões de euros, cuja empreitada arrancará ainda neste mês de outubro com a assinatura do auto de consignação”, revelou Alberto Costa, a propósito de um projeto realizado em articulação com o Ministério das Infraestruturas e Habitação. 

Também o acesso à Zona Empresarial da Ponte, em Vila Nova do Campo, está a receber melhorias, graças a um investimento de 100 mil euros, devendo estar concluído até ao final do ano. Até ao fim de 2022, deverá ainda ficar disponível o Espaço Empresa, na Fábrica de Santo Thyrso

Leia também...