https://autosolucoes.pt/campanhas/

Administrador de hospital terá vacinado filha, mulher e prima rececionista

“Correio da Manhã” noticia que o administrador de hospital em Riba de Ave terá promovido a vacinação da filha, da mulher e de uma prima rececionista. Hospital fala em “doses remanescentes”.

O administrador do hospital Narciso Ferreira em Riba de Ave (Vila Nova de Famalicão), Salazar Coimbra, terá furado as regras do plano nacional de vacinação ao promover não só a sua própria vacinação mas, também, de vários membros da sua família: a filha, médica noutra instituição em licença há um ano, a mulher, que não trabalha mas que surge na lista como médica do serviço Covid-19, e uma prima rececionista. A notícia, avançada pelo Correio da Manhã, levou o hospital a falar de suspeitas de fraude “totalmente falsas e infundadas” mas a falar de “doses remanescentes” dadas a pessoas não-prioritárias.

No topo da lista Salazar Coimbra terá colocado a filha, que é médica mas não pertence aos quadros do hospital e está de licença há mais de um ano. Aparece, apesar disso, como médica internista no serviço de internamento Covid-19. Também a mulher do administrador, que não tem profissão conhecida, surge no primeiro grupo prioritário como médica da “linha da frente” no combate à pandemia – foi vacinada logo no primeiro dia.

Este processo de vacinação terá ocorrido nos dias 14 e 15 de janeiro. Além da mulher e filha, também o próprio administrador terá sido vacinado – é médico mas não tem contacto com doentes. E mais: outros familiares e amigos foram vacinados, incluindo uma prima rececionista, um porteiro e um empregado de armazém, deixando para trás cerca de 20 médicos e enfermeiros, entre outros profissionais, que trabalham realmente no internamento Covid, garante o Correio da Manhã.

O hospital Narciso Ferreira, através do seu enfermeiro-diretor, Raul Marques, afirma que as suspeitas de fraude “são totalmente falsas e infundadas”, estando ao dispor para esclarecer as “listas de profissionais da instituição, os critérios aplicados na seleção dos profissionais de primeira linha e das doses remanescentes a quem foram aplicadas”.

O administrador, Salazar Coimbra, chegou a ser candidato à Câmara de Vila Nova de Famalicão, pelo PSD, no final dos anos 80. É administrador delegado pela Santa Casa da Misericórdia de Riba de Ave no Hospital Narciso Ferreira. Está agendada para o próximo dia 11 de fevereiro a toma da segunda dose, nas instalações do mesmo hospital.

Fonte Jornal Observador

Leia também...