https://autosolucoes.pt/

▶ Mercadona abriu em Vila Nova de Famalicão – (c/vídeo)

A Mercadona abriu hoje o novo supermercado em Vila Nova de Famalicão, na Rua António Ferreira Magalhães, nº 438, junto ao Estádio Municipal de Famalicão. Esta nova loja possibilitou a criação de cerca de 65 postos de trabalho, estáveis e de qualidade, com contratos sem termo desde o primeiro dia, contribuindo assim para a criação de emprego local.

Este supermercado tem uma área de vendas de 1.900 m2, dispondo das secções de Charcutaria, Peixaria, Pastelaria e Padaria, Perfumaria, Talho, Frutas e Legumes e Pronto a Comer, com 41 pratos diferentes. Todas estas opções são servidas em embalagens fabricadas com materiais naturais, como a cana-de-açúcar (material compostável), cartão ou papel. De referir ainda que este espaço foi concebido segundo o Modelo de Loja Eficiente da Mercadona com corredores amplos e confortáveis, dispõe de uma entrada de vidro duplo que evita correntes de ar, lineares específicos de leite fresco e sumos refrigerados, mural de sushi, charcutaria com presunto cortado à faca e embalado no momento e uma máquina de sumo de laranja espremido na hora.

Esta loja dispõe de 160 lugares de estacionamento e conta com 2 lugares destinados ao carregamento de veículos elétricos, ligados à rede MOBI.E, indo ao encontro do compromisso da empresa para com a mobilidade elétrica.

O conceito de Loja 6.25 está já implementado neste novo supermercado e pretende transmitir aos clientes e colaboradores as ações que estão a ser levadas a cabo em relação à redução de plásticos e à gestão de resíduos, permitindo deste modo ouvir os comentários dos clientes no terreno. Este conceito está inserido na Estratégia 6.25 da empresa que tem o triplo objetivo de, até 2025, reduzir 25% do plástico, tornar todas as embalagens de plástico recicláveis e reciclar todos os resíduos de plástico gerados nas suas instalações.

No âmbito da Política de Responsabilidade Social da empresa, este novo supermercado doará diariamente, desde o primeiro dia, bens de primeira necessidade à Dar as Mãos – Associação de Solidariedade Social, que funciona há mais de 25 anos e cuja missão se revelou essencial nesta pandemia, com os pedidos de ajuda a aumentar por parte das famílias mais carenciadas.

O Presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, declara que “é sempre gratificante para um presidente de câmara ver o seu território ser escolhido para receber novos investimentos. Vila Nova de Famalicão é, como costumo dizer, um “chão fértil” para novos projetos e a abertura da primeira loja da Mercadona no nosso concelho é mais uma prova do dinamismo e do enorme potencial de crescimento de Famalicão. De salientar ainda o contributo que esta nova superfície comercial vai dar para a qualificação e desenvolvimento desta zona urbana da cidade. Estamos, portanto, muito satisfeitos com a Mercadona de Famalicão, na certeza de que este projeto trará maior qualidade de vida aos famalicenses”.

Sofia Cardoso, Diretora Regional de Relações Externas da Mercadona do Distrito de Braga, afirma: “Estamos muito satisfeitos com a abertura desta loja em Vila Nova de Famalicão, uma cidade muito dinâmica, enquadrada numa região de grande tradição industrial, uma cidade em permanente desenvolvimento e que, assim o desejamos e esperamos, nos vai receber com carinho e expectativa. Os famalicenses podem contar com a oferta de um sortido diferenciador, produtos de grande qualidade a preços imbatíveis e com uma loja ampla e confortável onde podem fazer as suas compras de forma segura”.

Projeto da Mercadona em Portugal

Atualmente, a Mercadona conta com 24 lojas em Portugal, nos distritos do Porto, Braga, Aveiro e Viana do Castelo, tendo já aberto 4 das 9 lojas previstas para 2021, dando assim continuidade ao seu projeto de expansão no país. Este ano, a empresa prevê investir 150 milhões de euros e recrutar um total de 600 pessoas, com contrato de efetividade desde o primeiro dia.

Em 2020, com a abertura de 10 lojas em Portugal, a empresa fechou o ano com um total de 20 supermercados no país e alcançou um volume de vendas de 186 milhões de euros. Com o objetivo de contribuir para a criação de riqueza, a Mercadona pagou 32 milhões de euros em impostos através da empresa Irmãdona Supermercados, sediada em Vila Nova de Gaia, onde se situam os escritórios inaugurados em junho de 2020. Nesse mesmo ano, criou 800 novos empregos finalizando o ano com uma equipa de 1.700 colaboradores e um investimento de 113 milhões de euros.

Leia também...