18
Sun, Feb
18 New Articles

Cerca de 3,5 milhões dos 156 milhões de euros que o Estado disponibilizou para o reforço do capital das unidades de saúde do Norte estão destinados para o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA). Fonte desta unidade fez saber que “o capital estatutário CHMA vai ser aumentado em 3.457.209 euros, para 46,8 milhões de euros”. Esta verba foi alocada ao centro hospitalar para “a redução da dívida de igual valor”. O despacho da Secretaria de Estado do Tesouro prevê a alocação total de mais de 500 milhões de euros para unidades hospitalares de todo o país. Em comunicado, a Administração Regional de Saúde do Norte referiu que, o reforço de capital, permitirá às unidades usar verba do orçamento para financiar projetos que estão em fase de avaliação.

 

PALESTRA “AUTISMO ROCKS” TEM LUGAR NO DIA 18 DE JANEIRO, PELAS 18H00

No próximo dia 18 de janeiro, pelas 18h00, a Fábrica de Santo Thyrso recebe a palestra “Autismo Rocks”, promovida pela Câmara Municipal em parceria com a Associação Vencer o Autismo e a Área Metropolitana do Porto. Destinada a famílias e profissionais, a iniciativa pretende sensibilizar a comunidade em geral para a compreensão e aceitação das características do autismo. A entrada é gratuita.

 

Com o projeto “Autismo Rocks!”, a Associação Vencer o Autismo pretende capacitar a comunidade em geral na compreensão e aceitação das características do autismo, uma problemática que afeta 1 em cada 100 crianças e para a qual não existe “cura”.

Pela incompreensão das características desta condição, bem como, pela ausência de soluções por parte dos agentes económicos e sociedade, não se implementam medidas que permitam apoiar e minimizar os impactos negativos junto das crianças, pais, irmãos e família. Assim, com esta palestra sobre autismo, os oradores Joe Santo e Susana Silva pretendem esclarecer e informar sobre a problemática, potenciando a interação da sociedade com estas crianças e jovens.

Para além da palestra e dos workshops, a Associação disponibilizará uma mentoria, durante três anos, aos habitantes de cada município da Área Metropolitana do Porto, incluindo Santo Tirso, para que as famílias e profissionais que acompanham crianças/jovens com a doença contribuam para o máximo desenvolvimento do potencial das mesmas.

No âmbito do projeto “Autismo Rocks”, terão ainda lugar workshops de formação para parceiros sociais e estratégicos sobre a temática, nos dias 23 e 24 de fevereiro na Fábrica de Santo Thyrso e nos dias 19 e 24 de fevereiro na Biblioteca Municipal de Santo Tirso e Redes Escolares.

Os interessados podem inscrever-se emwww.vencerautismo.org/evento/ar-santotirso .

A palestra de dia 18 de janeiro tem entrada livre, com inscrição gratuita mas obrigatória em https://goo.gl/XHwN4v . A iniciativa tem a duração de duas horas, com conteúdos teóricos para pais e profissionais. Mais informação sobre o projeto em www.vencerautismo.org/autismo-rocks .

Até 28 de fevereiro, a Biblioteca Municipal de Santo Tirso vai ter horário alargado. Nos dias úteis, vai funcionar até às 20 horas e aos sábados, das 10 às 18 horas. Esta é uma medida da Câmara Municipal de Santo Tirso, que visa ajudar os estudantes do concelho que estão em época de exames. A autarquia referiu, em comunicado, que na primeira semana do ano, já com o horário alargado, o espaço “recebeu 2100 utilizadores”, número que ajuda a justificar a premissa do executivo municipal de que este é um “espaço público privilegiado no que toca ao apoio ao estudo”.
Localizada na Rua Gross-Umstadt, na Quinta de Geão, a Biblioteca Municipal dispõe de vários espaços (secção de adultos, secção infantojuvenil, sala multimédia, sala de conto, ateliê de expressão, auditório e espaço para exposições) e serviços (leitura, empréstimo domiciliário, fundo local e apoio à pesquisa, cedência de espaços e serviços de promoção de leitura).

Em tempos o espaço foi ocupado pelas irmãs da Sagrada Família, responsáveis pela cozinha do Mosteiro de Singeverga. Agora, recuperado, é a nova hospedaria do Mosteiro. 

Uma velha casa de pedra da quinta onde se encontra o Mosteiro de Singeverga, em Roriz, abre agora as portas a famílias, mulheres, o que só era possível no Mosteiro de Santa Escolástica, pessoas de todas as religiões, bem como a descrentes ou agnósticos que queiram “passar uns dias em clima de silêncio e oração”.
A hospedaria conta com oito quartos, dois de casal e seis individuais.
O projeto da requalificação foi assinado pelo arquiteto Ricardo Azevedo e tem também a assinatura de Paulo Neves, autor das esculturas que se encontram na capela. O espaço apresenta ainda várias peças de mobiliário antigo do Mosteiro de Singeverga.
Segundo os monges beneditinos, “a tradição vem de S. Bento, e todos os mosteiros têm as suas hospedarias. Não é de confundir com hotéis, porque não é disso que se trata. Trata-se de uma hospedaria sempre incluída no ritmo da comunidade”. E as pessoas que a visitam fazem-no para “descansar, rezar ou trabalhar”. Cada pessoa vem por um motivo diferente, sejam “os peregrinos de que fala S. Bento, estudantes que querem um tempo de maior reflexão e recolhimento para estudar” ou “aqueles que procuram paz de espírito”.
Para mais informações, os interessados podem contactar o Mosteiro de Singeverga através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do telefone 252 941 176.

O Clube Desportivo das Aves deslocou-se ao Estádio José Alvalade para jogar a 18.ª jornada da Liga NOS. Os avenses acabaram derrotados pelos leões, por 3-0. A equipa de Vila das Aves ocupa o 16.º lugar da classificação, com 14 pontos. 

 

Leia a reportagem na íntegra no Jornal do Ave, nas bancas a 18 de janeiro. 

Está como novo o Complexo Desportivo da Mouteira, na freguesia da Reguenga, concelho de Santo Tirso. Balneários, piso sintético e Rua da Estrada Real foram requalificados e o investimento municipal de cerca de 260 mil euros veio beneficiar os 68 atletas que integram a Associação Desportiva e Cultural da Reguenga.
Aquando da inauguração da requalificação, a 6 de janeiro, Joaquim Couto, presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, afirmou que espera que a infraestrutura “preste um serviço muito importante à comunidade, quer à Reguenga quer às freguesias envolventes”. “Estamos a tentar promover a gestão em rede das infraestruturas desportivas e é um investimento que vem no seguimento das políticas municipais de apoio às infraestruturas, ao movimento associativo, à formação e à organização dos próprios campeonatos”, asseverou.
Já para o presidente da Junta de Freguesia da Reguenga, Márcio Pinho, o investimento foi importante, uma vez que a Associação Desportiva e Cultural da Reguenga envolve 68 atletas, dos quais “50 são crianças”. A intervenção era há muito desejada pela coletividade. “Apostamos muito forte nas camadas jovens e como temos vindo a crescer em número de atletas, precisávamos de um melhoramento. Está fantástico. Acho que, no futuro, vamos ser muito melhores do que o que somos hoje”, adiantou Carlos Soares, presidente da Associação Desportiva e Cultural da Reguenga.
O momento de inauguração contou ainda com um jogo de futebol para testar as novas instalações.

Videos em destaque

Siga-nos no facebook