18
Sun, Feb
18 New Articles

Num investimento de “cerca de 900 mil euros”, a Infraestruturas de Portugal (IP) efetuou “trabalhos de pintura e proteção anticorrosiva” em quatro pontes metálicas da Linha do Minho.

Leia a notícia completa para ler na edição 116 do Jornal do Ave.

Fonte foto: Infraestruturas de Portugal

É a pensar na época de exames de muitos estudantes que a Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão, volta a ter horário de funcionamento alargado. Assim, até 31 de janeiro, o espaço encontra-se aberto até à meia noite, horário que volta a estar em vigor nos meses de maio, junho e dezembro.
A iniciativa foi implementada no início de 2017 e é “já um sucesso”, tendo registado “2264 entradas no horário alargado”. “Sair à noite para estudar na Biblioteca está, assim, a tornar-se um bom hábito entre os nossos estudantes”, referiu Paulo Cunha, edil famalicense.
A Biblioteca, localizada na Avenida Dr. Carlos Bacelar, vai funcionar durante o mês de janeiro à segunda-feira, das 14 horas à meia-noite, de terça a sexta-feira, das 10 horas à meia noite, e ao sábado, das 10 às 13 horas e das 14 às 17 horas.

Um golo de Luís Silva nos descontos permitiu hoje ao Leixões vencer o Famalicão por 1-0, permitindo aos matosinhenses subirem ao terceiro lugar da II Liga de futebol, em jogo da 19.ª jornada da prova.

O golo que ditou a vitória surgiu nos descontos (90+2), num lance em que, após a cobrança de um livre para a área, Okitokandjo fez o primeiro desvio para a finalização do médio.

Sem vencer há cinco jornadas, a equipa de João Henriques aproveitou o facto de o Famalicão ter sido quase inofensivo no ataque para, nos derradeiros instantes, derrotar um adversário direto no topo da tabela classificativa.

O Leixões dominou toda a primeira parte, numa superioridade para que muito contribuiu a contenção do adversário, que permitiu que apenas por uma vez os locais criassem perigo, por Luís Silva.

Na resposta a um corte da defesa famalicense, o médio (08 minutos) 'encheu o pé' de fora da área, fazendo a bola passar muito perto da barra.

Tanta contenção dos visitantes teve repercussões no futebol ofensivo da equipa, que somou duas derrotas por 3-0 nas últimas duas partidas na prova, com o guarda-redes contrário a tocar na bola pela primeira vez aos 30 minutos, num pontapé de baliza.

A segunda parte reproduziu o que havia sucedido até ao intervalo, com os locais sempre por cima, mas com a defesa do Famalicão a chegar para as 'encomendas', até que Luís Silva resolveu tudo nos descontos.

Lusa

Foto: arquivo FC Famalicão

Localizada na freguesia de Nine, em Vila Nova de Famalicão, a empresa Seapath distingue-se das demais marcas de vestuário nacional por ter no ADN a sustentabilidade, onde as t-shirts são confecionadas com algodão orgânico e reciclado.

Reportagem completa para ler na edição 115 do Jornal do Ave. 

A Didáxis de Riba de Ave promoveu, a 15 de dezembro, um concurso de Literacia Digital, onde participaram também alunos da Didáxis de Vale de S. Cosme e do Colégio do Ave. Inserida na disciplina de Inovação Digital, a iniciativa contou com dez alunos do 2.º ciclo de cada escola e dez alunos do 3.º ciclo.

Reportagem completa para ler na edição 115 do Jornal do Ave. 

A Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão vai apresentar, no primeiro fim de semana do 2018, o tradicional ciclo de Concertos de Ano Novo. De 5 a 7 de janeiro, as bandas filarmónicas do concelho vão animar o espaço cultural.

Reportagem completa para ler na edição 115 do Jornal do Ave. 

Videos em destaque

Siga-nos no facebook